4 de mar de 2009

DESENCARNAÇÃO


alma muita
em corpo pouco
busco um banco
no infinito
onde os eus
que em mim vagueiam
afinal
me depositem

3 comentários:

  1. transcendente !..só isso, ou...tudo isso !

    Somos !

    abraço

    ResponderExcluir
  2. Aqui conhecendo seu BLOG e convidando voce a participar também do meu - já que estou iniciando neste meio onde sou meio "dinossauro" ... O Joe me escreveu hoje contando que voce sofreu censura de texto no OVER .... Mais uma vítima ??

    ResponderExcluir
  3. Wan,

    Gostei do seu Blog
    Definiu muito bem o nosso eu transcendental,
    em busca de um lugar ao sol e ao céu
    bjs

    ResponderExcluir